Olá pessoal,

Neste post vamos continuar nossa conversa sobre o fantástico mundo das Fascias, e quando falo no plural é pq na verdade ela é dividida em fáscia superficial e profunda,ok? Então vamos lá..

Fascia superficial: esta terminologia anatômica (FCAT) sugere que o termo fáscia poderia ser usado para indicar uma bainha, uma folha ou outras agregações de tecido conjuntivo. Serve para demonstrar a presença constante de uma camada de tecido conjuntivo dentro do tecido subcutâneo. Posso dizer que é a continuidade da fascia profunda ou vice versa, só que em local mais superficial por este motivo e dado este nome fascia superficial. por ela se localizar abaixo da derme e da epderme, entre acamada superficial e profunda de gordura.sua função é na troca metabólica, isolamento térmico, proteção dos vasos e nervos.

então podemos dizer que a fáscia superficial tem uma ligação direta no processo da drenagem da linfa? a resposta é sim!!! Quando se tem uma alteração vascular ou linfática, a fáscia superficial estará sempre envolvida. Legal, e ai? Tem Como se tratar o edema através da fascia superficial ? Sim, existe algumas técnicas pra isso, não vamos abordar isso aqui ainda, isso é assunto lá pra frente…quando iremos falar de tratamentos!!!

 

 

seguindo …. podemos usar Com o termo fáscia profunda, qualquer bainha fibrosa densa que interpenetra e envolve os músculos, ossos, nervos e vasos sanguíneos do corpo, ligando todas essas estruturas juntos em uma massa compacta firme.

quando esta ao redor dos ossos, é chamada de periósteo, em torno de tendões,  o paratenon, em torno de vasos e nervos forma a bainha neurovascular. Em torno das articulações, fortalece as cápsulas e ligamentos???????……..

A fáscia profunda, como por exemplo a fáscia lata, a fáscia braquial e a fáscia crural não é uma única estrutura, mas uma estrutura de múltiplas camadas composto por duas a três camadas de tecido conjuntivo denso (colagénio do tipo 1, 3,  fibras de elastina), e várias camadas de tecido conjuntivo frouxo (tecido adiposo, GAG, e HA).

O tecido conjuntivo denso tem uma função de transmitir força, proximalmente para distalmente e vice-versa, para ajudar a coordenação dos músculos.

A fáscia aponeurótica portanto é uma estrutura de multicamadas composta por 2 ou 3 camdas de fibras colagenas paralelas.

Enquanto isso, o tecido conjuntivo frouxo é estruturado de modo que eles sejam independentes um do outro, cada camada têm uma direcção de fibra de colagénio que se seguem a fibra muscular. Graças a esta arquitetura podemos nos movimentar em varias direções, permitindo o deslizamento entre cada camada, e entre a camada e o músculo.

Agora, sabemos que cerca de 30% das inserções musculares não são no tendão, mas no fáscia profunda. Todas essas inserções fasciais proporcionar uma excelente ilustração de como a espessura e a força da fáscia é um espelho preciso das forças geradas pela ação muscular. Quando estes músculos se contraem, não só os ossos se movem, eles também esticam a fáscia profunda .