A Manipulação Fascial® é uma Terapia Manual desenvolvida pelo fisioterapeuta italiano Luigi Stecco, ao longo dos últimos 40 anos, baseado em sua experiência clínica no tratamento de inúmeros casos de problemas musculoesqueléticos.

É realizada através da manipulação de pontos específicos do corpo, chamados de centros de coordenação. Estes pontos foram descobertos pelo Dr. Stecco, e são as áreas de convergência dos vetores musculares, fundamentais para o movimento do sistema fascial, que gera os movimentos corporais.
Os centros de coordenação estão localizados na fáscia profunda, e ocasionalmente são acometidos de uma disfunção causada pelo aumento na concentração e viscosidade do ácido hialurônico, chamada densificação, que diminui a capacidade de deslizamento e maleabilidade da fáscia profunda, afetando movimentos do sistema fascial, gerando dor, alterando a biomecânica e a postura.

Os centros de coordenação estão distribuídos pela fáscia em “sequências” (cadeias), que cobrem todo o corpo, desde as extremidades (pé, mão) até a cabeça. Na avaliação da Manipulação Fascial a investigação busca qual a “sequência” (cadeia) que apresenta disfunção, e quais CCs desta sequência estão densificados. O tratamento é realizado manipulando os pontos densificados da sequência miofascial, o que leva à recuperação da capacidade de deslizamento da fáscia, eliminação da dor e restabelecimento do movimento e postura funcionais.

O Dr. Stecco descobriu, além dos centros de coordenação, a existência de outros pontos localizados na fásica profunda, os centros de fusão, que são áreas onde combinam-se os movimentos de 2 sequências miofasciais. Os centros de fusão estão distribuídos por todo o corpo, ao longo do que o Dr. Stecco chamou de diagonais miofasciais. Além das diagonais, o Dr. Stecco descobriu ainda a existência de espirais miofasciais, que são formadas também pela combinação de diversos centros de fusão.

A visão biomecânica do corpo humano, sob a ótica de sequências, diagonais e espirais miofasciais, criada pelo Dr. Stecco, é original e única. Também a descoberta dos centros de coordenação e centros de fusão são exclusivos deste trabalho.

A Manipulação Fascial não trata pontos-gatilho, nem tampouco se parece com as visões de cadeias musculares utilizadas em outros métodos. É uma visão nova, com resultados clínicos imediatos, e bastante diferente, tanto em suas teorias quanto nas técnicas, dos métodos de “liberação miofascial”. É um método introduzido recentemente no Brasil e que está mudando a Terapia Manual para o tratamento postural, das disfunções de movimento e dor.